Há mais de 200 indicações segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

As principais são:

ansiedade, constipação intestinal, depressão, distúrbios ginecológicos, infertilidade, dores em geral (fibromialgia; osteoartrite; osteoartrose; lombar; tendinite, etc.), estresse, gastrite, hipertensão arterial, edema (inchaço), insônia, labirintite, náuseas e vômitos, problemas respiratórios (gripe; rinite alérgica; sinusite; asma brônquica), tabagismo, vertigem, entre outros.

Para iniciar um tratamento não é necessário nenhum tipo de encaminhamento nem tampouco exame.  A forma de diagnosticar da Medicina Tradicional Chinesa difere da convencional, que é ocidental.

Deixe uma resposta